VOCÊ SABIA? Cássio já foi apoiado pelo PT

O então prefeito de Campina Grande, Cássio Cunha e sua vice, Cozete Barbosa durante o Maior São João do Mundo

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB), hoje, um dos principais opositores do Partido dos Trabalhadores (PT), tendo inclusive colaborado na articulação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, em 2000 precisou do apoio da legenda para se reeleger prefeito de Campina Grande com 122,718 votos (71,35%).

Cássio, filiado ao PMDB (atual MDB), disputou a reeleição contra Enivaldo Ribeiro (PP) e Vital do Rêgo Filho (PDT), tendo como vice Cozete Barbosa, considerada a maior liderança que o PT já teve na cidade. A coligação era composta pelo PMDB, PT, PSDB, PC do B, PL, PSB, PMN, PSC, PGT, PRP, PPS, PRTB, PSL, PV, PRN e PTB.

Cozete assumiu o comando da gestão municipal após Cássio entregar o cargo para disputar o Governo do Estado pelo PSDB. A petista administrativamente e politicamente não contou com o apoio do clã Cunha Lima e obteve menos de 19 mil votos no pleito de 2004 quando concorreu com Rômulo Gouveia e Veneziano Vital a Prefeitura.

O rompimento entre o tucano e a ex-vice-prefeita de Campina, é tida como uma das maiores traições da política paraibana até hoje. O último cargo que Cozete concorreu foi o de vereadora em 2012 pelo PSC, porém sem sucesso.

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp