Volume do Boqueirão aumentou 985% em um ano de chegada das águas da transposição

Paraiba Debate

Hoje faz exatamente um ano que o açude Epitácio Pessoa, o Boqueirão recebeu as águas do Rio São Francisco, que chegou na bacia hidráulica uma semana antes e no dia 18 de abril entrou no espelho d´água do açude Epitácio Pessoa. Na ocasião o manancial estava com 2,9% da capacidade total, o pior nível de sua história. A partir da transposição este nível foi paulatinamente aumentando e com as chuvas registradas este ano, o açude acumula atualmente 31,4% da capacidade total.

Segundo dados do DNOCS desta quarta-feira (18), o Epitácio Pessoa está com o volume de 129.112.123 e um aumento da lâmina d’água 13.45 m que significa um aporte hídrico de 117.138.063 m3. De ontem para hoje, o aumento na lâmina de água foi de 14 centímetros.

Boqueirão tem capacidade para armazenar até 411.686.287 de m³ de água e de acordo com o especialista em Recursos Hídricos Isnaldo Cândido, este volume não demorará a ser alcançado. “A gente não tem como saber o dia e nem a hora, mas para transbordar é só um questão de tempo”, disse Isnaldo que está em clima de contagem regressiva e lembra que a última vez que o manancial sangrou foi em 2011, após sucessivos anos de boas chuvas.

Por causa da transposição do Rio São Francisco para a Paraíba, o Boqueirão saiu do volume morto que estava desde 2014 e atingiu mais de 8% em agosto do ano passado e alguns dis depois, o governo do Estado determinou a completa normalização do abastecimento de água em Campina Grande, interrompendo um racionamento de quase três anos que atingia Campina e outras 18 cidades.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp