Suspeito de assassinar Patrícia Roberta passa por audiência de custódia e após quarentena será levado para presídio

(Foto: Reprodução)

O suspeito do assassinato da jovem pernambucana Patrícia Roberta, de 22 anos, encontrada morta em um matagal na tarde dessa terça-feira (27), em João Pessoa, passou por audiência de custódia na tarde desta quarta-feira (28). 

A prisão preventiva do suspeito foi convertida pela juíza Virgínia de Lima Fernandes, da Vara de Execuções de Penas Alternativas. Segundo a juíza, o crime chocou a comunidade e merece uma ação enérgica da justiça, conforme apurou o Notícia Paraíba.

A audiência ocorreu de forma virtual e ficou decidido que Jonathan cumprirá quarentena de 15 dias na carceragem da Central de Polícia e em seguida deverá ser transferido para o Presídio do Roger, em João Pessoa. 

Jonathan Henrique dos Santos, de 23 anos, foi preso pela Polícia Militar na noite dessa terça (27), na casa de um amigo no bairro de Mangabeira. Ele é apontado como o autor do crime da jovem Patrícia Roberta, que saiu de Caruaru com destino à João Pessoa na última sexta-feira (23), dizendo aos pais que ficaria na casa de um amigo. O último contato dos pais com a filha foi no último domingo (25), quando ela falou com a mãe chorando e dizendo que havia sido deixada trancada dentro do apartamento do rapaz. Os pais vieram à João Pessoa e prestaram uma queixa do desaparecimento da jovem na Delegacia de Polícia Civil da capital. Após seis horas de buscas, o corpo da vítima foi localizado em um matagal no bairro Novo Geisel. 

Com informações do Notícia Paraíba

Compartilhar