ACOMPANHE NOSSAS REDES

Cidades

Acusado de matar jovem em município da PB diz que estava tentando defender esposa ao cometer o crime

(Foto: Divulgação/Reprodução/Print/Vídeo disponível nas redes sociais)

O policial militar Yuri Vieira Alves, 28 anos, alegou legítima defesa ao se entregar à polícia em Cajazeiras, PB, nesta última terça-feira (5), por ter matado a tiros o jovem Ramón Pedro de Sousa, 25 anos.

Yuri Vieira Alves, policial militar do Ceará, é acusado de matar a tiros Ramón Pedro de Sousa em Uiraúna nesta última segunda-feira (4), com o crime sendo registrado por câmeras de segurança.

Veja também: Jovem é assassinado após sair de festa em município da PB

Ao chegar na Central de Polícia Civil em Cajazeiras, PB, o policial afirmou em seu depoimento ter agido em legítima defesa ao reagir a uma atitude suspeita da vítima.

“Ele falou que não conhecia a vítima, apenas suspeitou que Ramón iria roubar sua esposa que estava na rua, por isso, decidiu agir daquela forma”, contou o delegado Rafael Bianchi.

O delegado já ouviu e liberou as duas mulheres do vídeo, que afirmaram desconhecer qualquer relação entre o acusado e a vítima. Uma das mulheres é esposa do acusado.

Nesta quarta-feira (6), Yuri Viera Alves deve passar por audiência de custódia em Cajazeiras.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados.