ACOMPANHE NOSSAS REDES

Cidades

Acusados de matar criança em “ritual macabro” são condenados a mais de 30 anos de prisão

O corpo de jurados decidiu pela condenação dos acusados. (Foto: Reprodução cick pb)

O tribunal de Júri condenou o três réus pela morte de Éverton Siqueira, de 5 anos de idade, que teve o sangue do corpo retirado durante um ritual. Como noticiou o ClickPB, o crime ocorreu em Sumé, no Cariri da Paraíba.

Segundo apurou o ClickPB, o julgamento começou na quarta-feira (7) e encerrou na madrugada de ontem, quinta-feira (8), em Campina Grande. O corpo de jurados decidiu pela condenação dos acusados.

Com a decisão, o juiz sentenciou Denivaldo dos Santos Silva, conhecido como “Paulistinha”, a mais de 38 anos de prisão. Já Joaquim Nunes dos Santos, o “Xana”, foi condenado a 37 anos de cadeia. Wellington Soares Nogueira, o “Etinho”, a 34 de prisão.

A mãe do menino, Laudenice dos Santos Siqueira já tinha sido condenada pelo crime, em 2022, a 34 anos de prisão em regimento fechado. O crime aconteceu em 2015, no município de Sumé, mas devido à comoção da cidade, que gerava risco aos envolvidos, o julgamento foi transferido para o Tribunal do Júri de Campina Grande.

Fonte: Click Pb

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados.