ACOMPANHE NOSSAS REDES

Cidades

AeC é responsável por 20% dos empregos formais em Campina Grande, segundo o CAGED

A quantidade de empregos gerados pela empresa AeC torna Campina Grande como uma das cidades com mais postos de trabalho com carteira assinada do Nordeste, segundo dados do CAGED. Só em 2022 a empresa foi responsável por 30% do total de vagas criadas na Paraíba, sendo 20% apenas no município campinense.

Nenhuma cidade do interior do Nordeste tem gerado mais empregos formais do que Campina Grande (PB), de acordo com dados apurados pelo pelo Ministério do Trabalho e Emprego, no balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo CAGED). Na Rainha da Borborema, como carinhosamente é chamado o município campinense, a AeC, empresa de tecnologia e líder no mercado brasileiro em atendimento ao cliente, gerou um total de 4.565 novos postos de trabalho com carteira assinada, somente no ano passado, o que representa perto de 20% do total de vagas criadas em todo o estado da Paraíba em 2022. AeC é responsável por 20% dos empregos formais
em Campina Grande, segundo o CAGED

A quantidade de empregos gerados pela empresa torna Campina Grande como uma das cidades com mais postos de trabalho com carteira assinada do Nordeste, segundo dados do CAGED. Só em 2022 a empresa foi responsável por 30% do total de vagas criadas na Paraíba, sendo 20% apenas no município campinense.

Diante dos números divulgados pelo CAGED, a representatividade da AeC na geração de emprego e renda na Paraíba é superlativa. O mercado formal de trabalho paraibano fechou o ano de 2022 com um saldo positivo de novos empregos formais com carteira assinada. Nos 12 meses do ano passado, segundo o CAGEG, foram geradas 191.472 admissões e 168.461 desligamentos, resultando em um saldo positivo de 23.011 novos postos de trabalho. Nas duas cidades em que atua no estado, João Pessoa e Campina Grande, a empresa gerou 6.936 novas vagas em 2022, ou seja, 30% do total de toda a Paraíba.

Os números são ainda mais impressionantes se comparados por setor. O CAGED informa que o setor de serviços, no qual a AeC se encaixa, apresentou maior saldo positivo com 11.910 novos postos de trabalho formais, seguido do comércio (4.607), indústria (3.658), construção (2.692) e, por último, agropecuária (144). Significa dizer que a AeC foi responsável por 58% do total de vagas criadas na Paraíba no setor de serviços, sendo 38,32% em Campina Grande e 19,90% em João Pessoa.
Nenhuma cidade do interior do Nordeste tem gerado mais empregos formais do que Campina Grande (PB), de acordo com dados apurados pelo pelo Ministério do Trabalho e Emprego, no balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo CAGED). Na Rainha da Borborema, como carinhosamente é chamado o município campinense, a AeC, empresa de tecnologia e líder no mercado brasileiro em atendimento ao cliente, gerou um total de 4.565 novos postos de trabalho com carteira assinada, somente no ano passado, o que representa perto de 20% do total de vagas criadas em todo o estado da Paraíba em 2022.

Diante dos números divulgados pelo CAGED, a representatividade da AeC na geração de emprego e renda na Paraíba é superlativa. O mercado formal de trabalho paraibano fechou o ano de 2022 com um saldo positivo de novos empregos formais com carteira assinada. Nos 12 meses do ano passado, segundo o CAGEG, foram geradas 191.472 admissões e 168.461 desligamentos, resultando em um saldo positivo de 23.011 novos postos de trabalho. Nas duas cidades em que atua no estado, João Pessoa e Campina Grande, a empresa gerou 6.936 novas vagas em 2022, ou seja, 30% do total de toda a Paraíba.
Isso ocorre porque a AeC tem investido em sua operação na Paraíba e, principalmente, criado oportunidades para jovens no primeiro emprego e para mulheres mães de família, muitas vezes também em seu primeiro trabalho formal. Além disso, a empresa se prepara para contratar mais de três mil novos colaboradores no início do segundo semestre, quando inaugurará nova unidade no estado.
Os números são ainda mais impressionantes se comparados por setor. O CAGED informa que o setor de serviços, no qual a AeC se encaixa, apresentou maior saldo positivo com 11.910 novos postos de trabalho formais, seguido do comércio (4.607), indústria (3.658), construção (2.692) e, por último, agropecuária (144). Significa dizer que a AeC foi responsável por 58% do total de vagas criadas na Paraíba no setor de serviços, sendo 38,32% em Campina Grande e 19,90% em João Pessoa.

Isso ocorre porque a AeC tem investido em sua operação na Paraíba e, principalmente, criado oportunidades para jovens no primeiro emprego e para mulheres mães de família, muitas vezes também em seu primeiro trabalho formal. Além disso, a empresa se prepara para contratar mais de três mil novos colaboradores no início do segundo semestre, quando inaugurará nova unidade no estado.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados.