ACOMPANHE NOSSAS REDES

Cidades

Aluna de Universidade Aberta à Maturidade aprovada no Enem cursará graduação em 2023

A Universidade Aberta à Maturidade (UAMA), programa ligado à Universidade Estadual da Paraíba para pessoas com mais de 60 anos, existe desde 2009. Há 13 anos, a UAMA oferece uma gama de atividades de ensino, pesquisa e extensão, integrando idosos e equipe multidisciplinar composta. Também incentiva aos alunos da terceira idade a continuar seus estudos e até fazer um curso superior em uma universidade pública, caso desejem. Este foi o caso da ex-aluna Maria Eloina de Queiroz, que a partir do ano que vem começará o curso de História, no qual ingressou com nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O professor da UEPB, Mano Oliveira, à frente da Coordenadoria Institucional Especial para a Formação Aberta à Maturidade (CIEFAM), relatou que “a UAMA incentiva a continuidade nos estudos. Alunos oriundos do Programa fazem Enem e realizam o sonho de cursar uma graduação numa universidade pública”. Aconteceu com Maria Eloina de Queiroz: “terminei a UAMA em 2019, sempre tentei Enem só pra testar meus conhecimentos, mas agora passei e resolvi enfrentar uma graduação pra valer”, afirmou.

Maria Eloina passou para o curso de Licenciatura em História da Universidade de Pernambuco (UPE) e irá fazer o curso na modalidade Ensino a Distância (EAD), no campus de Santa Cruz do Capibaribe. “Escolhi o curso porque tenho um filho que é historiador e sempre achei o trabalho muito bonito. Tenho outros filhos que fazem cursos diferentes, mas me interessei por História e senti curiosidade de saber mais sobre a história do nosso país”, relatou Eloina.

A futura graduanda conheceu a UAMA através de sua filha, que trabalhou em um evento do programa. “Ela se apaixonou pela UAMA. Quando voltou, me disse: ‘mãe, vamos fazer, porque é muito bom’”, contou Maria Eloina. Ela adentrou no programa da UEPB em 2017 e ficou até a conclusão, em 2019.

Universidade Aberta à Maturidade

O cenário contemporâneo, com suas complexidades e desafios, necessita cada vez mais de políticas públicas que contemplem processos de mudança, adaptação, desenvolvimento, autonomia, qualidade de vida e que garantam os direitos do cidadão. Diante disto, a Universidade Estadual da Paraíba, através de seus cursos de graduação, pós-graduação, programas e projetos, vem cumprindo com o compromisso e a responsabilidade social, visando não apenas a produção do conhecimento, mas um aprendizado voltado para o desenvolvimento, o protagonismo, a ampliação e atualização dos saberes, promovendo no indivíduo um olhar ampliado e uma nova perspectiva acerca de si mesmo e da realidade que o cerca.

Diante desta perspectiva, a CIEFAM foi criada com o propósito de encampar a Universidade Aberta à Maturidade e todos os Programas Especiais voltados exclusivamente para o público idoso. Os cursos, programas e projetos desenvolvidos por meio da CIEFAM possibilitam atividades que incluem ensino, pesquisa e extensão, integrando idosos e equipe multidisciplinar composta por professores e acadêmicos dos diversos departamentos, dos vários câmpus da UEPB, bem como professores e profissionais de outras instituições, promovendo a convivência intergeracional, troca de experiências, aprendizado em diversas áreas e inclusão social, atuando como fator de integração e de inclusão da pessoa idosa à vida acadêmica e à sociedade em geral, visando uma melhor qualidade de vida e o envelhecimento ativo e bem-sucedido.

Atualmente, os cursos, programas e projetos desenvolvidos pela CIEFAM são: UAMA, Grupo de Convivência, minicursos, oficinas, palestras, e projetos de pesquisa e extensão. A Universidade Aberta à Maturidade tem como meta atender à demanda educativa de idosos a partir dos 60 anos de idade, contribuindo para a melhoria das capacidades: pessoais, funcionais e socioculturais, por meio da formação e atenção social, que visa criar e dinamizar regularmente atividades educacionais, sociais, culturais e de convívio, favorecendo a melhoria na qualidade de vida.

Tem como objetivo possibilitar aos idosos a participação em aulas de formação especial aberta à maturidade, aprofundando seus conhecimentos em diversas áreas, como: saúde, educação, ciências agrárias, direito, letras, pedagogia, tecnologia, cultura, lazer e temas relacionados ao envelhecimento humano.

Atualmente a Universidade Aberta à Maturidade, com o curso de Educação para o Envelhecimento Humano, funciona nos câmpus I (Campina Grande), II (Lagoa Seca) e III (Guarabira) da UEPB. O curso tem duração de quatro semestres e é composto por disciplinas obrigatórias e optativas distribuídas em quatro eixos. As disciplinas e eixos temáticos são adequados às realidades regionais e específicas de cada Câmpus.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados.