ACOMPANHE NOSSAS REDES

Cidades

Aumento de suspeita de casos de Covid-19 amplia locais para testagem em Campina

A Secretaria de Saúde de Campina Grande ampliou os locais de testagem e está recomendando o uso de máscaras em espaços coletivos fechados e ambientes hospitalares após registrar um aumento na média de casos diários de Covid-19. Segundo a Secretaria, os casos diários subiram de três, em média, para até 20 positivos por dia, nesta semana.

Os locais tradicionais de testagem permanecem sendo os Hospitais Municipais Pedro I e Dr. Edgley, as duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs do Alto Branco e Dinamérica), o Hospital da Criança e do Adolescente para pessoas até 13 anos, o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA) para gestantes e puérperas.

Além disso, os testes também serão disponibilizados no Centro de Saúde de São José da Mata, na Policlínica das Malvinas, na Unidade Mista de Galante e nas Unidades Básicas de Saúde Maria de Lourdes Leôncio (Novo Cruzeiro), UBS do distrito de Catolé de Boa Vista, Crisóstomo Lucena e Virgílio Brasileiro, ambas no Complexo Habitacional Aluízio Campos.

Atualmente, pacientes com Covid-19 estão internados em Campina Grande, sendo quatro no Complexo Hospitalar Municipal Pedro I e seis no Hospital das Clínicas. No Pedro I, todos estão em enfermaria, três são residentes de Campina Grande e um de outro município. No HC, quatro estão em UTI e todos os seis são de outras cidades.

“Estamos diante de um quadro mais leve, pois a vacinação atenua os sintomas dessa nova onda. O quadro dos pacientes é mais brando, o que não diminui a necessidade do cuidado. As pessoas com comorbidades, novamente, ficam mais vulneráveis aos efeitos da doença, o que exige um comportamento de muita prevenção com o uso contínuo de máscaras para esse público. As pessoas com sintomas gripais também devem utilizar máscaras”, disse o diretor de Vigilância em Saúde, Miguel Dantas.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados.