Brasil ultrapassa 400 mil mortes por Covid-19, número semelhante ao da população total de Campina Grande

Foto: STTP/Reprodução

O luto dos brasileiros atingiu mais um marco simbolicamente trágico na pandemia. Trágico pelo número em si e, também, pela velocidade com que chegamos a ele. O país passou de 400 mil pessoas que perderam a vida por causa da Covid-19 O Brasil rompeu mais esse patamar depois de registrar 3.074 óbitos em 24 horas, pelos dados apurados pelo consórcio de veículos de imprensa, e chegou a 401.417 mortes nesta quinta-feira (29).

O ritmo de mortes acelerou este ano. No dia 17 de março do ano passado, o país registrou a primeira morte. Daí, foram quase cinco meses até atingirmos o número de 100 mil vítimas da Covid no dia 8 de agosto. Depois, mais cinco meses até as 200 mil mortes em 7 de janeiro. Aí, o tempo diminuiu pela metade: em dois meses e meio, 76 dias, passamos dos 300 mil mortos, em 24 de março. E agora, caiu pela metade de novo. Em apenas 36 dias, chegamos, infelizmente, às mais de 400 mil óbitos.

Para se ter uma ideia do que isso representa, é como se a população de Campina Grande, segunda maior cidade da Paraíba, deixasse de existir. O município tem cerca de 411 mil habitantes e com o ritmo de contágio pelo novo Coronavírus, não é difícil prevê que em semanas esse também será o número exato de vidas perdidas no Brasil. A Secretaria Municipal de Saúde notificou 724 óbitos.

Em números absolutos, o Brasil é nesta quinta (29) o segundo país com mais mortos por Covid-19, segundo dados do site Nosso Mundo em Dados. Os números têm um atraso de um dia. Por isso, o dado do Brasil ainda aparece em 398 mil mortos. Em primeiro lugar, estão os Estados Unidos, com mais de 574 mil vítimas. Depois do Brasil, vêm o México, com 215 mil, e a Índia, com 204 mil.

Redação Paraíba Debate com informações do G1

Veja também:

Compartilhar