COVID-19: Portador de comorbidade deverá apresentar comprovação da doença para receber dose da vacina

Geraldo Medeiros, secretário de Saúde do Governo do Estado da Paraíba (Foto: Ascom)

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, anunciou que após a vacinação de idosos, o estado continuará seguindo as recomendações do apresentadas pelo Ministério da Saúde através do Plano Nacional de Imunização (PNI) para dar sequência a vacinação contra a covid-19.

Segundo Medeiros, na próxima semana, a Paraíba deve iniciar a imunização de pessoas que possuem as comorbidades previstas no PNI. Em entrevista concedida à emissora de rádio de João Pessoa, o secretário esclareceu que a comorbidade precisará ser comprovada no momento da vacinação.

– O Plano Nacional de Imunização é bem claro. Na primeira fase estão os idosos e, terminada a vacinação desse grupo, nós teremos aqueles brasileiros a paraibanos que têm as doenças associadas. O Plano Nacional de Imunização especifica bem todas as doenças e é claro que haverá a necessidade de um atestado médico corroborando a existência da doenças que esteja especificada no PNI – destacou o secretário.

Programa Nacional de Imunização

De acordo com o PNI, são consideradas comorbidades de risco para a covid-19 a  diabetes, doença renal crônica e outras pneumopatias crônicas (SR= 2,2). Assim como, hipertensão arterial sistêmica grave (de difícil controle e/ou com lesão de órgão-alvo);
doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e
cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; obesidade grave (IMC>40).

Confira ordem de vacinação de acordo com o PNI:

Fonte: PB Agora

Compartilhar