ACOMPANHE NOSSAS REDES

Campina Grande

Definições cruciais nos próximos dias para o grupo do governador João Azevêdo em Campina Grande: Três pré-candidatos à PMCG têm até dia 6 para deixar cargos

Foto; Reprodução

Os próximos 10 dias serão de grande expectativa e definições cruciais para o grupo político do governador João Azevêdo (PSB) em Campina Grande. Isso porque o prazo para que os secretários de Saúde, Jhony Bezerra, pré-candidato a prefeito pelo PSB, e de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Rosália Lucas, uma das figuras do PSD, deixem os cargos, caso desejem ingressar na disputa eleitoral, se encerra em 6 de junho.

Além dos secretários mencionados, o advogado André Ribeiro, lançado pelo PDT e atual secretário executivo de Inovação do estado, também está dentro do prazo para tomar uma decisão sobre sua participação na corrida eleitoral.

Ao ser questionada pelo jornalista Geovanne Santos sobre o prazo e uma possível saída, Rosália Lucas afirmou que a decisão só será tomada no prazo final. No entanto, reiterou que seu nome está à disposição para uma pré-candidatura dentro da base do governo João Azevêdo.

Dentro desse contexto, o PSB e o PDT integram o Fórum Pró-Campina, que conta ainda com o deputado Inácio Falcão (PCdoB) e Márcio Caniello (PT) como nomes postos.

Por outro lado, o PSD lançou a vereadora Eva Gouveia como pré-candidata, que não precisa deixar seu mandato caso vá efetivamente para a disputa.

Em uma entrevista recente, o governador João Azevêdo afirmou que junho seria um momento propício para definir o candidato que representará o grupo, porém, não estabeleceu uma data específica.

Ainda paira no ar a indefinição sobre o deputado federal Romero Rodrigues (Podemos), que pode, eventualmente, compor com o governo na disputa pela Prefeitura de Campina Grande. Sua posição pode trazer novos desdobramentos e influenciar o cenário político da cidade nos próximos dias.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados.