Depois de Rafafá, outro suplente pode assumir mandato de deputado federal pela Paraíba com base em Campina Grande

Imagem: Reprodução/Patrick Dorneles

Mais um suplente poderá assumir mandato na Câmara Federal nos próximos dias. Depois de Leonardo Gadelha (PSC) e Rafafá (PSD), será a vez de Patrick Dorneles (PSDB), ícone na luta pelo tratamento de doenças raras no Brasil. Ele obteve 13.809 votos nas eleições de 2018 e 2020, como candidato a vereador em Campina Grande, conquistou pouco mais de 1 mil sufrágios, também ficando na suplência.

A expectativa é que a deputada federal Edna Henrique (PSDB) tire licença nos próximos 15 dias para Patrick ocupe cadeira em Brasília. Isso também pode explicar a licença de Pedro Cunha Lima (PSDB), já que Patrick é o suplente de Rafafá.

Acesse: Manifestantes realizam ato contra Bolsonaro e por mais vacinas em frente ao Pedro I e na Secretaria Municipal de Saúde, em Campina Grande

Patrick se destacou na Paraíba e no Brasil ao defender que o Governo Federal custeie o tratamento da síndrome de mucopolissacaridose, doença que o afeta. A síndrome de MPS é extremante rara e provoca erros de metabolismo por causa de informação genética incorreta.

Nascido em Porto Alegre e radicado em Campina Grande, Dorneles é embaixador dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) e conhecido no país por lutar pela saúde de pessoas que sofrem de doenças raras.

Veja também:

Compartilhar