ACOMPANHE NOSSAS REDES

Política

Desembargador mandar soltar sócio da Fiji em Campina Grande

O desembargador André Luís Maia, da Justiça Federal, concedeu ontem, segunda-feira (19) habeas corpus a Breno de Vasconcelos Azevedo, um dos sócios da empresa de criptomoedas com sede em Campina Grande, Fiji, preso na semana passada.

A esposa de Breno, Emilene Maria Lima do Nascimento, também sócia da Fiji, havia sido presa na semana passada, mas foi posta em liberdade durante a audiência de custódia. O outro alvo da ação da PF, Bueno Aires, foi preso no Rio de Janeiro e será transferido para Paraíba esta semana.

Bueno Aires também é alvo de uma operação da Polícia Civil da Paraíba que investiga o crime de abuso sexual infantil, razão de sua prisão no Rio de Janeiro,

Os três foram detidos na operação que investiga fraude superior a R$ 600 milhões na empresa de criptomoedas Fiji Solutions, de Campina Grande.

Os investigados captaram recursos de clientes, prometendo pagamento de remuneração expressiva, que seria obtida através de operações de compra e venda de criptoativos. Nos últimos três anos, a movimentação financeira desses investigados superou valores aproximados de R$ 600 milhões.

Fonte: Blog Maurilio junior

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados.