ACOMPANHE NOSSAS REDES

Cidades

Falta de manutenção e de investimentos atinge outros setores do ISEA, segundo profissionais

Após a evidência da falta de manutenção da rede elétrica do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), que causou a interrupção de energia neste sábado (21), motivando a transferência de bebês e gestantes da UTI Neonatal para outros hospitais, profissionais relatam problemas que vão da falta de investimentos em equipamentos até material básico como papel toalha e sabonete líquido.

A situação estaria atingindo vários setores e acende o alerta para o risco de casos de infecção. “Falta papel toalha e sabonete líquido, basta ver a situação do varal (foto). Às vezes não tem água destilada para colocar nos copos de Cpap e respirador, falta gaze estéril, soro glicosado e não compraram mais amicacina”.

Conforme os relatos feitos por profissionais que têm receio de se identificar, a Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal (UCIN) foi aberta sem investimentos, aproveitando equipamentos da UTIN e já foi cogitada até a possibilidade de redução do número de plantonista na UTI Neonatal. “Imagina um caos como este de hoje e só um plantonista na UTIN”.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Gilney Porto, a UCIN não foi aberta na gestão de Bruno Cunha Lima, mas uma semi intensiva com investimentos adequados para o setor há cerca de um ano. Ele disse que em função disto ocorreu diminuição de pacientes na UTI Neonatal. “De acordo com a portaria do CRM, estamos estudando reduzir profissionais em conformidade com a portaria. A gestão aumentou todo a carga horária solicitada de todos os profissionais de médicos Uti neonatal , daqueles que eram 20 horas para 40 horas para fechar a escala na UTI e na semi intensiva aberta há um ano.

Sobre a foto do varal, o secretário disse que a foto não mostra um varal, mas um carro de transportes. “Pela foto aí não é claro e evidente que não é varal. É um carro de transporte de material, que botaram umas compressas. E em relação a equipamentos foram adquiridos novos ventiladores adequados para RN, incubadoras, inclusive adequadas para transporte , que foram bastante úteis na transferência dos recém-nascidos ontem”, disse.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados.