ACOMPANHE NOSSAS REDES

Paraíba

Inquérito civil é instaurado para investigar possível transfobia de vereadora paraibana 

Eliza Virgínia (Foto: Divulgação/Reprodução/Juliana Santos)

A Promotora de Justiça Fabiana Lobo da Silva abriu um inquérito civil para apurar a possível prática de transfobia pela vereadora Eliza Virgínia (PP) de João Pessoa. A medida foi tomada após a parlamentar elogiar a ação de um guarda municipal que agrediu uma mulher trans no Terminal da Integração.

O vídeo, que circulou nas redes sociais em dezembro de 2023, mostra o agente público agredindo a mulher trans, com incentivo de populares. A Promotoria alega que a fala da vereadora pode ter contribuído para a violência.

Em resposta, Eliza Virgínia nega transfobia, alegando desconhecer o caso anteriormente. O Ministério Público ouvirá testemunhas e analisará provas para determinar se a vereadora praticou transfobia. Caso condenada, ela pode enfrentar multa, prestação de serviço à comunidade ou até mesmo perder o mandato.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados.