ACOMPANHE NOSSAS REDES

Paraíba

Juliette nega ter feito plágios e mostra referências que diz ter usado em músicas

(Foto: Divulgação/ Redes Sociais)

A cantora paraibana Juliette negou em entrevista as acusações de plágio que vem sofrendo desde a quarta (18) quando lançou a música publicitária Magia Amarela, retirada do ar. A paraibana usou o Instagram para conversar com os fãs sobre o assunto e explicou as referências de diversos trabalhos apontados na internet como supostos plágios.

A paraibana rebateu as acusações de plágio contra suas músicas. De acordo com Juliette, no caso dos nomes das canções, apontadas por internautas como iguais aos de músicas da banda Boogarins, também há várias outras músicas de diversos outros artistas com os mesmos nomes. O que segundo ela, portanto, não caracterizaria um plágio.

Juliette também mostrou as referências do clipe da música “Quase Não Namoro”, parceria com Marina Sena, apontada na internet como suposto plágio de “Gracinha”, de Manu Gavassi. Segundo ela, a capa da música, por exemplo, é “uma clara e explícita referência e homenagem ao filme Ghost”.

Quero reforçar que tudo foi entendido, conversado pessoalmente com todo respeito do mundo com Emicida, com Fióti. Não há lados opostos, não há intenção nenhuma nem deles nem minha nem de ninguém que pessoas saiam machucadas, que tenha essa energia que não é legal… Enfim, está tudo bem, tudo tranquilo”, disse.

Sobre o novo álbum, “Ciclone”, Juliette explicou que pegou referências das sete artes e incluiu elementos de áreas como a literatura e teatro. Internautas apontaram semelhanças entre a capa do disco com outra capa de Duda Beat.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados.