ACOMPANHE NOSSAS REDES

Sem categoria

Nova farda da rede municipal de educação de Campina Grande dá o que falar nas redes sociais

O novo fardamento da rede municipal de ensino da Prefeitura de Campina Grande, gerou polêmica nas redes sociais na última sexta-feira. As cores verde-amarelo da bandeira da cidade que já faziam parte do padrão junto ao branco, que antes era predominante, a partir de agora se sobrepuseram fazendo com que a farda se assemelhe à camisas de torcida para a Copa do Mundo e aos modelos usados pelos partidários do atual presidente da república, Jair Messias Bolsonaro em suas manifestações políticas.

A farda com padrão totalmente verde-amarelo será usada pelos alunos do Ensino Fundamental, enquanto para os alunos da Educação Infantil, o fardamento apresentado será colorido.

No microblog Twitter teve até quem fizesse menção às Casas Havan, por causa do estilo do dono da rede, o empresário Luciano Hang, que sempre aparece vestido em público, de verde amarelo e já chegou a pintar as fachadas das lojas, vestir os funcionários e até pintar um jato as cores da bandeira brasileira.

O uso predominante das cores chega a ser traduzida como um risco em função do extremismo que o nacionalismo exacerbado pode suscitar. “Estão alimentando um câncer político do pior tipo, que é o nacionalismo. Esse câncer, quando cultivado em órgão vulnerável, mata rapidamente um povo a partir do extremismo xenofóbico, racista, misógino, capacitista e elitista. No Brasil, felizmente, trataremos disso em Outubro!”, postou um internauta.

O certo é que a adoção do novo padrão em tempos de acirramento e extremismo políticos-ideológicos e às vésperas do início do pleito eleitoral deste ano, por uma gestão cujo representante é partidário do presidente Bolsonaro, candidato à reeleição, gera críticas e especulações sobre a exploração subliminar de cores e símbolos associados a grupos políticos.


Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados.