Se recuperando da Covid-19, Damião Feliciano passa por perícia médica e deve tirar licença parlamentar

Damião Feliciano, principal liderança do PDT paraibano (Foto: Ascom)

O deputado federal Damião Feliciano (PDT) passou por perícia pelo departamento médico da Câmara, há mais de uma semana, e estaria apto a pedir licença de 121 dias para tratamento de saúde, o que pode acontecer no próximos dias. O parlamentar está afastado das atividades parlamentares desde o dia 1º de fevereiro, quando foi internado em São Paulo por complicações da Covid-19. As informações são da jornalista Sony Lacerda, do Sistema Correio.

Uma fonte informou que Damião, após quase dois meses intubado em uma UTI no Hospital Sírio Libanês, apresentou certa melhora, tendo alta. Mas ele continua em São Paulo, em recuperação, acompanhado da vice-governadora Lígia Feliciano (PDT).

O atestado se encerrou no dia 4 de março e, desde o dia 8 de março, vem sendo computadas ausências do deputado nas sessões. Os dados estão no Portal da Câmara dos Deputados. Em 2021, foram 23 dias de sessões deliberativas, incluindo a que elegeu o novo presidente da Casa, sendo que em 10 dias as ausências não foram justificadas.

Caso Damião Feliciano venha a tirar licença de 121 dias, quem assume o mandato é a secretária de Articulação e do Desenvolvimento Municipal do Governo da Paraíba, Ana Cláudia Vital do Rêgo (Podemos), esposa do senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB) e nora da senadora Nilda Gondim (MDB).

A jornalista Sony Lacerda tentou contato com Lígia Feliciano e com o cardiologista Roberto Kalil Filho, do Hospital Sírio-Libanês, que atende o parlamentar, mas não obteve retorno.

Veja também:

Compartilhar