ACOMPANHE NOSSAS REDES

Economia

Vendas do varejo da Paraíba registram maior crescimento do País, revela IBGE

Pelo segundo mês consecutivo, as vendas no varejo paraibano registraram o maior crescimento do País. Segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nesta quarta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o estado teve alta de 3,6%, no mês de abril sobre março deste ano, enquanto as vendas do País ficaram praticamente estáveis (0,1%) no mesmo período.

De acordo com a pesquisa do IBGE, em abril, na série com ajuste sazonal, o comércio varejista teve resultados positivos em 16 das 27 Unidades da Federação, com destaque para Paraíba (3,6%), Pernambuco (2,3%) e Distrito Federal (2,0%).

Na comparação de abril deste ano sobre o mesmo período do ano passado, a Paraíba apresentou alta de 6,5%, bem acima da média nacional (0,5%). Com o resultado, o setor fechou o primeiro quadrimestre do ano com alta de 6,4%, bem acima novamente da média nacional (1,9%).

Na comparação de abril com março deste ano, as três atividades do IBGE que tiveram alta foram supermercados, alimentos, bebidas e fumo; livros, jornais, revistas e papelaria e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria. Contudo, a variação positiva do varejo foi sustentada principalmente pelo setor de supermercados e alimentos, que apresentou o maior crescimento desde março de 2020.

Páscoa – O pesquisador do IBGE, Cristiano Santos, destacou as vendas da Páscoa que foram concentradas em abril deste ano e a redução da inflação como fatores positivos. “A inflação vem perdendo ritmo ao longo do tempo. O índice geral caiu de 4,65% para 4,18% na passagem de março para abril, sobretudo a alimentação no domicílio”.

Comércio ampliado – No indicador do comércio varejista ampliado, que inclui as atividades de veículos, motos, partes e peças e as de material de construção, a Paraíba registrou alta em todos os indicadores. Na comparação de março sobre abril, a Paraíba cresceu 1,9% no varejo ampliado, enquanto na comparação de abril sobre o mesmo mês do ano passado, a alta foi de 5,2%. No acumulado do primeiro quadrimestre, o indicador ficou em 7,1%.

Fonte: Pb agora

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados.