Wellington Roberto admite concorrer ao Senado ‘se for do interesse do povo’ e critica Romero por falta de gestos de gratidão

151
Wellington comanda o Partido Liberal na Paraíba (Foto: Ascom)

Nome sempre lembrado para disputar o Senado, o presidente do Partido Liberal (PL) na Paraíba e deputado federal, Wellington Roberto, comentou nesta terça-feira (26) se em 2022 encarará, de fato, o pleito para representar o Estado no Congresso Nacional. Suplente do senador Humberto Lucena em 1994, ele assumiu a titularidade do mandato após o morte do parceiro de chapa em 1998.

“Já fui senador desenvolvi um grande trabalho e continuo fazendo isso com projetos relevantes para melhor a qualidade de vida da população como deputado. Sou um soldado do partido e se for interesse do povo paraibano, estarei na disputa sem problema algum”, afirmou.

Wellington também revelou não ter preferência pelos nomes de Daniella Ribeiro (Progressistas) e Romero Rodrigues (PSD), eventuais candidatos ao Governo da Paraíba, e João Azevêdo (Cidadania), pré-candidato a reeleição. “Democraticamente respeito eles, mas não faço parte de nenhum deste grupos citados”, declarou.

O parlamentar criticou Romero, ex-prefeito de Campina Grande, por não ter lhe agradecido pelos recursos que enviou para o combate à pandemia da Covid-19 no município. “Romero não teve nem a atitude de agradecer, colocamos R$ 35 milhões para a Saúde de Campina Grande e ele não fez o menor gestor de ir aos meios de comunicação para agradecer a nossa ação na fase mais crítica que sua administração passou com a falta de insumos”, relatou.

Wellington, que coordena a campanha do alagoano Arthur Lira (Progressistas) à Presidência da Câmara, ainda se disse confiante com a vitória do aliado. A eleição acontece no próximo dia 1º de fevereiro.

Redação Paraíba Debate com informações da Arapuan FM

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp