ACOMPANHE NOSSAS REDES

Cidades

Após nove anos do crime, réus acusados pelo homicídio de lutador serão julgados em Cabedelo

Forúm Desembargador Júlio Aurélio Moreira Coutinho, em Cabedelo (Foto: Divulgação/Reprodução/TJPB)

O julgamento dos réus Igor Matheus Feitosa Lopes e Gustavo José Pereira Dias, acusados pelo homicídio do lutador de Artes Marciais Mistas (MMA) Herisson da Silva Medeiros, está agendado para o dia 8 de fevereiro, a partir das 8h30. A sessão do Júri Popular será presidida pela juíza titular da 1ª Vara de Cabedelo, Thana Michelle Carneiro Rodrigues. O crime, conforme os autos, ocorreu em 1º de janeiro de 2015, na Rua Mar Vermelho, no Bairro de Intermares.

Conforme a pronúncia assinada pela juíza, os réus foram acusados de ter a intenção de matar e efetuaram disparos de arma de fogo contra a vítima, resultando em sua morte. A decisão os incrimina nos termos do artigo 121, parágrafo 2°, inciso II e IV, do Código Penal (homicídio qualificado) e no artigo 244-B da Lei 8.069/90 (corrupção de menor de 18 anos).

Veja também: Mulher que engravidou após laqueadura tem pedido de indenização negado pela Justiça da PB 

A denúncia relata que a vítima estava na orla da praia de Intermares com familiares e, por volta das 3h, saiu para levar seus pais para casa, retornando à orla, onde ocorriam festividades de réveillon. Durante o retorno, ao passar por um terreno abandonado, a vítima teria esbarrado em três pessoas agachadas, consumindo entorpecentes, identificadas como os dois réus e um menor.

Gustavo José Pereira Dias teria sacado uma arma contra a vítima após o ocorrido. Em seguida, Igor Matheus e o menor teriam incitado Gustavo José a efetuar os disparos que resultaram na morte de Herisson da Silva. A denúncia do Ministério Público alega que Igor Matheus, juntamente com o menor, teria instigado, induzido e incentivado Gustavo José a cometer o homicídio.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados.